Ir para conteúdo
Formações

Rodriguez

Civil
  • Total de itens

    86
  • Donativos

    0.00 EUR 
  • Registado em

  • Últ. visita

  • Days Won

    9

Posts publicados por Rodriguez


  1. Ora viva a todos.

    Sempre fui um grande defensor de que as campanhas têm de ter de tudo. E quando se diz tudo, inclui obviamente "travessias no deserto" (penso que para bom entendedor, isto será perceptivel).

    Ao longo dos tempos, sempre me deparei com muitos que não são tão fãs do conceito, não sei se por não se inebriarem no espirito do milsim, ou se por falta de maturidade, ou paciência mesmo.

    Não me vou alongar muito preferindo falar hoje em TS com o @Jose e restantes Tl´s, caso tenham essa oportunidade e lá deixarei as minhas sugestões.

     

    Até ja


  2.  Boas malta, 

     preciso de ajuda aí dos engenheiros informaticos.

     gostavca de experimentar a versão lite do PES (2018 ou 2019 tanto faz) mas dá-me erro. O jogo arranca para um ecrã branco e cai.

     ja busquei varias soluçoes e nada funcionou. So nao experimentei a de actualizar o SP1 do windows pois ha quem diga q pode dar (muita) raia e tenho receio de dar cagada e nao conseguir depois restabelecer.

    sugestoes??


  3.  Bem, penso que o assunto é bem relevado aqui, mais que não seja porque é sempre bom relembrar a matéria.

     

     Depois em concreto no exemplo, aquilo que aconteceu é que a Bravo 1.2 foi incorporada nesta noite na Bravo 1.1, logo passou a ser tudo Bravo 1.1.

     Ainda assim, dentro da Bravo 1.1, o Phabio que assumiu a função de RTO, teve sempre nao só por ser RTO mas por ter estado numa viatura com os seus habituais elementos Bravo 1.2, o caracter secundário de uma especie de TL destes, se assim se pode dizer, também principalmente porque o Big (nunot) só entrou mais tarde já no decorrer da missão e também ele juntando-se à Bravo 1.1.

     É natural neste registo que o médico possa ter depreendido que o Phabio seria o "man in charge" maior de todos aqueles que ali cairam estendidos. Ou também pode não ter tido qualquer lógica na escolha de quem tratar primeiro e ter sido ao calhas.

      A estrutura de prioridades da Bravo 1.1. segundo o que o Jaws indica, estaria então assim:

      

    Bravo 1-1: Carlos Martins - Médico

                       Rodriguez - TL

                       Phabio - RTO 

      

     Seja de que forma for, não dói nada relembrar a ordem das coisas 😉  para que os médicos e todos os demais as mantenham sempre presentes


  4.   Viva a todos,

     

      Não tenho bem a certeza se é aqui que se dá a "baixa" mas como não encontrei outro lugar, fica aqui mesmo.

      Vou antecipar a minha ausência prolongando-a um pouco para além do estipulado período das férias.

      Salvo algo em contrário, não estarei presente amanhã e em todo o agosto.

     

      Grato pela vossa compreensão.

     

       Nuno Rodrigues

      


  5. peço desculpa de ter saido mas 00:30h ja estava na minha hora.

     Em jeito de debriefing, foi um prazer liderar a Blade. Os seus elementos tiveram todos um desempennho notavel, quer nas movimentações, como em overwatch e certeiríssimos no tiro. A interação e comunicações com a Dagger também foram fluidas e houve sempre um apoio mutuo revelando bom entendimento na leitura dos acontecimentos e permanente preocupaçao na protecção dos flancos do squad alheio. Mt bom. Parabens a todos. A progressao podia ter sido mais rapida, mas montes salpicados de cogumelos, deu um "bom petisco".


  6.  Debriefing:

     

     O Canas montou um cenário bem jeitoso. O enredo ajudou a criar envolvência e os pormenores e detalhes o ambiente a condizer. As anti-aereas a disparar, o CAS, o paiol de Tancos bem recheado que deu uma explosão do camandro e lá ficou um lindo local que ainda hoje atrai muitos turistas.

     Muito bom trabalho.

     

      Excelente articulação entre squads, e apesar dos problemas com os rádios (sabotagem inimiga??? guerra tecnológica??? se nao foi, ainda fica aqui ideia para o Canas), as comunicações foram exemplares e o entrosamento igual.

      À Bravo, nada a apontar. Irredutiveis e determinados, capazes e qualificados!

      

        Belo serão. Impossivel pedir melhor.

     

       Obrigado a todos


  7. Missão bem conseguida com um plot interessante e envolvimento e ambiente a condizer.

    Gostei particularmente das "grutas" e felizmente conseguimos encontrar o cortador de ladrilhos onde aproveitámos as ventoinhas para os nossos computadores.
    Levei um tiro de um inimigo deitado por debaixo de um cadáver de outro inimigo. São aqueles azares da guerra.

    Depois não percebi bem o que aconteceu, saiu muita gente, senti alguma desordenação e entretanto porque já eram horas, fui falecer para a almofada.

     

     Obrigado aos que proporcionaram possivel a missão e a todos os que estiveram presentes.


  8. Bem, uma espécie de debrief ja efectuado logo no local e no término da missão, mas deixo o resumo:

    - confesso que tentei ir ao encontro da suposta acção (desconfiava que o GM teria povoado aquele topo norte do povoado e as ruas interiores) e teria como abordagem um squad chamar a atenção, enquanto o outro flanquearia para cercarmos a primeira resistência inimiga. Mas houve alguém que sugeriu uma abordagem mais conservadora e directa e ambos TL´s acedemos.

      Após alguma confusão gerada pela comunicação rádio, e por um erro de cálculo temporal, perdemos a nossa viatura. Depois disso, as coisas encarrilaram e tudo foi fluido internamente no squad e entre ambos squads. 

      Gostei bastante da missão do Canas. Está de parabéns por isso, assim como gostei de toda a interacção com toda a gente, Alphas e Bravos incluidos.

     

×
×
  • Criar Novo...