Ir para conteúdo
Formações
Rank Group icon
Equipa Group icon

76Jaws

Tenente
  • Total de itens

    309
  • Donativos

    55.00 EUR 
  • Registado em

  • Últ. visita

  • Days Won

    30

76Jaws last won the day on Abril 14

76Jaws had the most liked content!

2 Seguidores

Sobre 76Jaws

  • Rank
    Ten. 76Jaws
  • Data de Nascimento 12/12/1976

Informação de Contactos

  • Steam
    http://steamcommunity.com/profiles/76561198315813649/

Informações de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Localidade
    São Marcos, Agualva-Cacém

Últimos Visitantes

1.876 visualizações
  1. 76Jaws

    IMG_20190329_230441.jpg

    e o pão?
  2. Essa foi a parte mais engraçada da tua stream. Ver-te atrapalhado com o rádio
  3. 76Jaws

    Teste Mk 16 GL

    Qual é o nome no arsenal?
  4. 76Jaws

    Teste Mk 16 GL

    @SaLaZaR, @2ºSgt.MiguelCR, @Braz, @sneek, @Asy, @Rckiller, @Blackjagg Vamos usar esta nova arma Mk16 daí que fui fazer um teste à mira de GL. Resultado: A mira é certa até aos 250mts 300 e 350 mts tem que se compensar um pouco acima do alvo. 400mts tem que se usar a luva da mão como referência. Segue o Vídeo: 1º no Twitch 2º no Youtube
  5. 76Jaws

    Operação UNAMA

    @capa, já não é a primeira nem segunda vez que as tuas respostas aos meus posts vêm com pedras na mão. Peço-te que repenses bem e leias melhor os meus posts antes de te insurgires contra mim. Não falei em falhas de lideranças. Não ponhas palavras na minha boca. Curiosamente omitiste parte essencial do texto que lhe dava todo o sentido que foi " Não houve azar nenhum, correu tudo bem mas podia ter corrido muito mal e comprometido todo o plano." Felizmente a maioria das pessoas que lêem este fórum têm inteligência suficiente paras perceberem o meu texto que isso não passa de uma opinião sobre acontecimentos e que o objectivo é para melhorar sempre cada vez mais em todas as equipas. Da tua parte só tenho recebido pedrada (mais o senhor que põe sempre um like nas tuas insurgências a mim). Ainda bem que quem realmente importa ler as minhas opiniões ou posts tem capacidade de entender o sentido das mesmas.
  6. 76Jaws

    Operação UNAMA

    Boas, Pela segunda vez consecutiva não consegui estar presente no último dia de uma campanha. Como tal venho aqui deixar a minha opinião sobre o que vi do conjunto das equipas. A missão iniciou-se com a movimentação das equipas às posições para o inicio do ataque e logo aqui tive a primeira reacção de levar as mãos à cabeça. Não houve azar nenhum, correu tudo bem mas podia ter corrido muito mal e comprometido todo o plano. Refiro-me ao facto da equipa Bravo e Charlie para se posicionarem escolheram percorrer a estrada que estava virada para a cidade que íam atacar e com perfeita visibilidade para a cidade. O problema é que da cidade também havia perfeita visibilidade para a estrada. Tiveram muita sorte de os Bots serem burros e não terem aberto as hostilidades logo aqui, o que tinha comprometido todo o plano de ataque. Depois não encontro explicação possível para o comportamento dos Falcões no início do ataque. Segundo o planeamento feito seriam eles os primeiros a abrir fogo. Todas as equipas estavam dependentes dos Falcões para iniciar o ataque. Infelizmente, pela segunda vez, falharam. A primeira vez foi uma falha legítima, sendo que não conseguiram acertar no alvo nas primeiras tentativas. Desta vez, o erro foi de procedimento e não de perícia. A AA estava bem identificada. Tinha ficado falado que iria um jacto a grande altitude fazer o ataque à AA. Os Falcões decidiram aparecer no terreno com um Apache. Tudo bem, não vejo que seja um problema. O erro foi, como todos sabem a aproximação do Apache a velocidade de andarilho à cidade. Aqui é que não há explicação possível que justifique esta manobra. Certamente quem o fez já se justificou e já levou o devido raspanete, por isso não me alargarei mais sobre este ponto. No entanto, não percebo como é que ninguém, que eu saiba (não vi o lado do comando), não comunicou de imediato com o piloto a informar que estava demasiado perto e ordenar que se retirasse imediatamente. O que eu vi das 3 equipas é que todos ficaram a olhar para o céu e a comentar que o Apache estava muito próximo e a voar muito devagar mas ninguém foi capaz de avisar o piloto disso mesmo. Como todos os planos correm bem até ao primeiro tiro, a consequência do abate do Apache levou à necessidade de socorrer os respectivos pilotos. O Comando deu ordem à equipa Alfa (que era a que se encontrava mais próxima do Crashsite). Claro inevitavelmente acabaram por se expor ao inimigo e abriram as hostilidades. Como consequência e porque todos sabem como os bots reagem, quase toda a cidade em peso se direccionou para o sector da Alfa. Sou da opinião que neste momento o Comando podia ter optado diferente do que se fez. Sabendo à partida qual a reacção dos bots, teria sido mais seguro ordenar a Bravo e Charlie abrirem fogo, ou da posição que estavam ou avançavam um pouco até uma posição confortável. Esperar que "a cidade" se voltasse para as duas equipas para depois, aí sim, ordenar a Alfa resgatar os pilotos. Assim eram duas equipas a aguentar a vaga de inimigos e não apenas uma equipa. A Alfa foi formidável e aguentou muito bem a vaga de inimigos sozinha mas podia ter corrido muito mal. Arriscou-se a uma equipa ser toda abatida. De resto, de forma geral, todas as equipas procederam bem, não houve acidentes de maior gravidade. Algumas baixas esporádicas mas nada que não fosse resolvido rapidamente. Alguns pormenores que notei falarei directamente com os respectivos Squad Leaders, simplesmente porque são pequenas falhas de procedimentos internos das equipas. Nada de mais. Para terminar deixo aqui um conselho para a equipa Falcões (toda a equipa, não é só para o piloto do Apache) : Sei que têm a dupla função de F.A. e Zeus. Garantam que a vossa execução como F.A. está aprimorada antes de se concentrarem na função de Zeus. A vossa função como F.A. está primeiro. Corrijam-se as falhas e garantam que pelo menos essas não se voltam a repetir.
  7. 76Jaws

    Votação Servidor 3 (FoW)

    No TANOA
  8. 76Jaws

    Orientação e Cartografia

    Confere. Esse teste ainda é feito nas formações. Temos dois tipos: um nas montanhas e outro (Tier 1) no deserto.
  9. 76Jaws

    Airsoft - Op. Walk in the Park

    Mais uma resma de fotos do evento. Prometo que para a próxima não levo uma máquina com 11 anos mas sim uma recente. https://drive.google.com/open?id=0BxVVC3cZdkvWaHltbVhGQTlNeGM
  10. 76Jaws

    Oooops

    Wtf?
  11. 76Jaws

    Mostra-me a tua Máquina !

    Esperava algo mais Oriental
  12. 76Jaws

    Operação UNAMA

    Olha, olha, primeira missão como Zeus e já quer que lhe adocem a boca A linguagem gestual felizmente é entendida em todo o Mundo. Um "Pára" ou "Stop" acompanhado de um gesto, é impossível não perceber em qualquer parte do Mundo. As baixas civis são inevitáveis em qualquer cenário de guerra. Já lá vai o tempo das batalhas campestres ou "campais", longe das populações. Eu próprio tenho um registo (cadastro), embora residual, de baixas civis. Foram em situações inevitáveis de civis que atravessaram a minha linha de fogo. Quanto mais perto de um soldado estiver alguém (civil ou inimigo) mais rápido tem de ser o soldado na identificação. Em CQB são milésimas de segundo. Quando em zonas urbanas, há uma linha imaginária que liga todos os soldados de uma equipa, essa linha ou área é um perímetro militar, isto é, "zona militar" e qualquer soldado tem o dever de "expulsar" elementos estranhos à equipa dentro do seu perímetro, aliás, é aconselhável que o façam. Em primeiro lugar está a segurança e integridade de cada elemento da equipa depois, estão os civis. É legítimo, mesmo em tribunal de guerra, que um civil seja ferido ou até mesmo morto (depende da situação em si) porque entrou dentro de um perímetro militar. Claro, que existe sempre sinais de aviso (quando digo sinais, refiro-me a palavras e gestos com o objectivo de alertar o civil). Claro que, cada caso é um caso. Se um civil se dirigir a correr para uma patrulha a gritar "Ala u akbar", é legítimo da parte do soldado abatê-lo de imediato. E muitos soldados tiveram que morrer para que este caso, hoje em dia, seja legítimo. Casos em que o soldado tem milésimas de segundo para fazer a identificação e correr mal. A situação pode ser difícil. O soldado podia estar debaixo de fogo ou até mesmo a ser alvo de tiro e de repente surge um civil na esquina a três passos do soldado e este mata o civil. Não deixa de ser um erro do soldado, embora seja quase sobre-humano conseguir fazer uma identificação correcta e não disparar em fracções de segundo. Não deixa de ser um erro do soldado. Maior erro se torna à medida que a distância entre o soldado e um indivíduo aumenta. Quanto maior a distância, maior o tempo de identificação. Se a distâncias curtas e em fracções de segundo o erro é do soldado, embora compreensível ou justificável, a distâncias maiores deixa de ser justificável. Nenhum soldado deve disparar a sua arma contra ninguém sem fazer primeiro a identificação do alvo. Aqui não entra o "parecia ser". Se parece que é, não se dispara até se ter a certeza. Se for preciso aproximar mais para ter a certeza, é obrigação do soldado de o fazer. Isto aplica-se não só a casos de mortes de civis como ao "friendly fire". Escusado será dizer que numa situação como a de ontem (3 equipas numa cidade. A Alpha no meio e a Bravo e Charlie nos flancos), qualquer tiro da parte da Bravo ou da Charlie para a zona da Alpha deve ser feito com muita cautela e acima de tudo de tiro singular e não em rajada. Nunca se deve fazer rajadas para uma zona onde está outra equipa muito menos lançamento de granadas. Se a distância é grande e apenas vêem movimento ou silhueta, mesmo que seja na área de onde o soldado levou tiro, nunca é justificável disparar sem identificar primeiro o alvo. É para isso que existem Marksman, cujas miras têm maior alcance. Se mesmo assim não é possível ter a certeza. Cada um está munido de duas pernas que as podem usar para se movimentar até onde consigam fazer uma identificação correcta. Para terminar, há que ter em conta que tudo isto da perspectiva da população é tudo irrelevante. O que interessa é que um dos seus morreu e excepto os casos de bombistas suicidas, os soldados irão ter sempre o rancor da população. Independentemente de a população ser oprimida pelo inimigo, existe sempre quem se revolte contra quem disparou. Existe uma linha muito ténue que separa aqueles civis que compreendem porque é que o civil foi morto e embora seja lamentável mas não condenam o acto e depois há os outros civis que nunca levam a morte de um civil como algo justificável, quer seja de quem os oprime como de quem os tenta ajudar. Daí que o soldado deve sempre esperar que advenham consequências pela morte de um civil. Se é justo ou não, isso são outros 500.
  13. 76Jaws

    Operação UNAMA

    Mania da perseguição? Eu? Deves ter confundido os textos entre os posts. Porque está completamente fora de contexto. Nem deve ser a mim que te referes. Sobre os dados: Eu referi-me às conversas da treta? Eu referi-me à palavra castigo? Não. Eu explicitamente citei a frase a que te referias. Se não sabes ler tu, está numa boa altura de te dares a esse trabalho antes de fazer comentários.
  14. 76Jaws

    Operação UNAMA

    Quando há hora de saída é informada aos SL's ou TL's. Se os mesmos não passam informação algo está mal. Aqui ninguém lança os dados

ARMALUSA

Se és fã de ARMA 3, um dos melhores jogos do mercado para quem procura um verdadeiro simulador militar, alista-te na ARMALUSA e tira a melhor experiência em simulação de combate multiplayer. Inscreve-te e leva a simulação de combate ao nível seguinte.

REQUISITOS PARA JOGAR

PARCEIROS OFICIAIS

×