Ir para conteúdo

Our Picks

Top content from across the community, hand-picked by us.

Op. Oxylus
Os Talibans assumiram o controlo de grande parte do Afeganistão em 1996, após décadas de guerra civil. Mas o grupo rapidamente se tornou opressivo; as mulheres foram forçadas a deixar empregos e escolas e a usar burcas que as cobriam da cabeça aos pés, cometeram massacres contra civis afegãos, negaram o fornecimento de alimentos da ONU a 160.000 civis famintos e conduziram uma política de terra destruída, queimando vastas áreas de terra fértil e destruindo dezenas de milhares de casas. Os Taliban também, é claro, estavam a dar protecção a Osama bin Laden - o autor do 11 de Setembro. 
 
Passaram 2 anos desde a Operação Mountain Sheep, lançada em Outubro de 2017, muita coisa mudou, outras nem tanto. O surgimento do Estado Islâmico no Afeganistão, demonstrou a instabilidade emergente do país.
Agora que o EI foi severamente reduzido, os Taliban viram a oportunidade de 'renascer', e retomar aquilo que eles acham, que é deles. Conforme a imagem abaixo, os ataques deste grupo terrorista continuam a aumentar.
 

 
O berço dos Taliban continua a ser as montanhas que fazem fronteira com o Paquistão, onde está uma das principais fontes de rendimento oara os senhores da guerra afegãos: o Ópio. O cultivo do ópio foi sempre uma importante fonte de rendimento para os senhores da guerra afegãos, e os Taliban não foram excepção. Quando os Taliban tomaram pela primeira vez Kandahar, declararam a intenção de eliminar todas as drogas. Porém, dentro de poucos meses chegaram à conclusão de que lhes seria útil ter lucros do negócio do ópio, e que qualquer proibição do cultivo voltaria contra eles os agricultores. Assim, uma "taxa islâmica" (zakat), que atingia os 20 por cento, começou a ser colectada sobre todos os distribuidores do produto.
 
(...)
 
 
 
 
  • 1 resposta

Abertura Concurso Admissão
Boa tarde Comunidade,
 
Encontram-se abertas as vagas para os Comandos (2 vagas),  e para a Força Aérea (1 vaga).
 
O único requerimento é ser pelo menos Soldado e ter disponibilidade para desempenhar o cargo a que se propõe. Dependendo do cargo será necessário também ter o curso correspondente.
 
 
Inscrições abertas até 16/12/2019 - Inscrição deve ser efectuada via mensagem privada.
 
 
O COMANDO.
 
 
Link das vagas - https://www.armalusa.pt/index.php?/topic/4075-vagas-de-squads/
 
  • 0 respostas

Armalusa - OP Minus Postal
Armalusa - OP Minus Postal
  • 3 respostas

Chapoi 2017


Em memória dos combatentes. Apenas eles conhecem o sofrimento.

  • 5 respostas

ArmA 3 Screenshot 2019.03.16 - 00.18.35.75.png
ArmA 3 Screenshot 2019.03.16 - 00.18.35.75.png
  • 0 respostas

Infantaria treina desembarque de Alouette
Infantaria treina desembarque de Alouette
  • 0 respostas

Natal AL.JPG
Natal AL.JPG
  • 0 respostas

ArmA 3 Screenshot 2018.11.12 - 23.55.11.25.png
ArmA 3 Screenshot 2018.11.12 - 23.55.11.25.png
  • 0 respostas

Fuzileiros: "Do mar, para a Terra. Desembarcar - ao Assalto!"
Fuzileiros: "Do mar, para a Terra. Desembarcar - ao Assalto!"
  • 2 respostas

Patch ARMALUSA
Operator AF! 😁
  • 2 respostas

Curso de Especialidade Médico
1º Curso AVANÇADO para a especialidade de Médico de combate, 
 
REGRAS:
cada turma terá 12 vagas ( candidatos) serão aceites os 12 primeiros a inscreverem-se
2 Sessões, 1º dia de informação, 2º dia de teste prático e teórico, só quem vier ao 1º dia pode comparecer no 2º.
percentagem minima para  sucesso é 90%
entrega de manual a quem concluir o teste com sucesso, respetiva insignia e a possibilidade de desempenhar a função no terreno
é OBRIGATÓRIO os médicos terem o curso, quem não poder terá outra oportunidade no curso nº 2
Para poder chegar a 2ºSgt e futuramente a 1ºSgt (TL) é OBRIGATÓRIO ter este curso
Prioridade de inscrição aos atuais médicos 
 
PARA INSCRIÇÃO COMENTEM COM O VOSSO NOME OS 12 PRIMEIROS FICAM COM A VAGA EXCEPTO SE OUVER MÉDICOS INSCRITOS, ESSES TEM PRIORIDADE!
INSCRIÇÕES A PARTIR DAS 21H DE HOJE DIA 06/08/2018
  • 18 respostas

CURSOS de ESPECIALIDADES
DATAS BREVEMENTE……..
  • 24 respostas

×
×
  • Criar Novo...