Ir para conteúdo

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation on 09/10/2019 in all areas

  1. 3 points
    SaLaZaR

    OPERAÇÃO WHITEGULF

    Boa noite pessoal, Aquando ataque da missão passada, foi capturado um membro do "Clan Walker", um Clã aliado ao Clan del Golfo (CDG). Sobre 'pressão' do Exército Colombiano, revelou que os danos causados pela força Armalusa, chegaram aos ouvidos de Luis Antonio Sanjuan "Pácora" - Responsável pelo financiamento do CDG. Sabemos que o mesmo se vai reunir com alguém importante - não sabemos quem, numa antiga base militar, perto do Castelo de Clan Walker (origem do nome do Clan Walker). O acesso a esta antiga base militar é Restrito, pelo que estava sob alçada da Polícia Colombiana, pelo que o facto do Pácora se reunir lá, é bem possível que tenhamos uma ovelha negra a operar na nossa sombra. Esta missão será de carácter SECRETO, pelo que serão adotados os procedimentos OPSEC. = OPERAÇÃO FARRUSCO = A nossa missão principal é capturar VIVO OU MORTO Luis Antonio Sanjuan - Nome de código "PÁCORA"; Objetivo secundário é descobrir quem é a ovelha negra. 10102019: > Reabastecimento do pessoal e dos veículos; > Dado o carácter da missão, apenas a AL e o Exército Colombiano sabem da missão. Equipas vão-se deslocar para o Ponto 1, um hangar abandonado na Pos. 045146. Conforme imagens de drone abaixo, sabe-se que foram estabelecidos dois pontos de bastante interesse: - no ponto 2 "TORRE" existe um ponto de observação fulcral do Clan Walker, que terá ser tomado, e que servirá de "Overwatch" para o ponto 6 "COIRO"; - no ponto 4 "RUIVO" existe uma torre de comunicações "pirata", que terá que ser destruída, de modo a que as milícias que estejam a operar nas imediações, não sejam alertadas. > LOBO: Vão ter 2 camiões civis no Ponto 1, que vão utilizar para se moverem até à "ESTRELA" - Uma antiga posição radar, que vai servir de ponto de partida para o ponto 6 "COIRO" - Vão ser a equipa de "Breaching" de dia 11/10. NOTA IMPORTANTE: só existe 1 estrada de entrada e saída, ninguém deve ser daquela posição a partir do momento do assalto; > LINCE: Fazer o reconhecimento da "TORRE", para tomar na missão de 11/10; > MORCEGO: Fazer o reconhecimento do "RUIVO", para tomar na missão de 11/10; > JAGUARES: Vão ter ao vosso dispor um Drone "YABHON-R3" - Missão de reconhecimento da AO, podendo recorrer a qualquer helicóptero ao vosso dispor - NÃO ENTRAR DENTRO DO PERÍMETRO COMPREENDIDO ENTRE OS PONTOS 2, 3 e 4. 11102019 = OPERAÇÃO FARRUSCO = > LINCE: Tomar o ponto "TORRE", e providenciar o visual sobre o "COIRO" - Estão autorizados a utilizar a AWM. > MORCEGO: Neutralização da torre de comunicações "RUIVO", com recurso a Explosivos, pelo que terá de ser corretamente cordenado com o início do assalto ao ponto "COIRO". Ambas as equipas Lince e Morcego, deverão auxiliar a LOBO em qualquer ação necessária, aquando o assalto. > LOBO: Fazer o assalto o "COIRO", neutralizar qualquer ameaça, procurar pelo "PÁCORA". > JAGUAR: Providenciar overwatch com o "YABHON-R3", e manter no ar um heli com capacidade MEDEVAC/CAS. Podem utilizar o F16 caso necessitem. - Vamos ter o auxílio do Exército Colombiano, que vai atacar objs secundários em redor da nossa AO. Deverão auxiliar com CAS.
  2. 1 point
    TMaster

    IMG_20191008_155941_997.jpg

    Isto é o que vem nas caixas de cpu chinesas. Será que tenho fe vir de fato para montar pcs?
  3. 1 point
    76Jaws

    MARCAÇÕES NO MAPA

    Boas, Ontem, no treino, tivemos uma formação sobre marcações no mapa. Houve a necessidade de uniformizar a simbologia e nomenclatura usada no mapa para que todos "falem a mesma língua". Muitas vezes as marcações são feitas para outra ou outras equipas sejam informadas daquilo que podem esperam quando vão para o terreno e é imperativo que quem lê as marcações saiba o que é que significa cada uma delas, sem necessidade de comunicações via rádio para esclarecer as mesmas. Deixo aqui o link do vídeo da formação que foi dada. NOTA: Ao min. 31:59 em resposta à questão do AceVentura (Se eu vir uma offroad com infantaria atrás, como é que marco?), cometi um erro em afirmar que a marcação seria como uma technical mais infantaria. Sendo que antes expliquei que a marcação de um veículo não armado seria VIC e uma Technical seria TECH, em que se assume que esta marcação tem implícita a existência de uma MG estática montada atrás, logo, uma offroad com infantaria atrás não se pode denominar como TECH mas sim como VIC. Daí que, a resposta correcta à pergunta seria, a marcaçao é feita como VIC INF. Se se souber o número de infantarias que vai na parte de trás marcar-se-ia por exemplo, VIC 6xINF.
  4. 1 point
    Pinho

    20190830231231_1.jpg

    Engenhóca digna de se mostrar Créditos para Ace
×
×
  • Criar Novo...